Como aumentar o valor percebido dos produtos no seu restaurante

Tempo de leitura: 3 minutos

Você sabe o que diferencia o preço do valor? Por mais que soem como sinônimos, o preço é aquela quantia que a empresa estabelece para um determinado produto ou serviço, já o valor é aquilo que o consumidor percebe em relação ao produto ou serviço.

Dada a diferença, é possível entender por que o conceito de caro e barato é tão volátil. Em um restaurante, um prato vendido a cem reais pode ser percebido distintamente. Enquanto alguém que usa a quantidade como critério irá achar que é caro, outro cliente que valoriza harmonização dos ingredientes, a dedicação do chef, a escolha de cada componente do prato e a apresentação final pode achar ele relativamente barato.

O grande desafio dos restaurantes é ampliar o valor percebido em seus produtos, para que assim os clientes passem a considerar o preço justo em relação ao que eles encontram. Confira, a seguir, algumas dicas para ampliar o valor percebido no seu restaurante!

Apresentação

Nem tudo é sabor na gastronomia. A degustação completa de um prato passa pelo estímulo visual, é ele que, junto com o aroma, fazem a pessoa salivar de vontade. Criar pratos com um sabor incrível não é o suficiente para fidelizar os clientes. A apresentação conta muito, por isso não descuide da montagem do prato, selecione bem a paleta de cores dos alimentos que irão compor sua criação, tome cuidado com as carnes (deixe-as descansarem um pouco após sair da grelha, assim elas ficam mais bonitas e apetitosas) e tenha cuidados com excessos de informação e sabores, afinal, o cliente quer um prato de comida e não uma alegoria de carnaval.

Limpeza

Parece ridículo falar em limpeza para restaurantes em pleno século XXI, não é mesmo? No entanto, nunca é demais lembrar que clientes enxergam as mais escondidas das sujeiras e isso pode ser o suficiente para que ele nunca mais volte e, consequentemente, que o valor percebido por ele sofra depreciação. Seja muito rigoroso nesse quesito. Faça um checklist de tudo que precisa ser monitorado, como fazem as empresas de aviação antes de mais uma decolagem. Crie uma rotina de acompanhamento da limpeza e lembre-se de fazer o pessoal da cozinha usar os equipamentos de higiene indispensáveis, como luvas, toucas de cabelo e máscaras. Vale ressaltar que clientes não devem ter contato visual (muito menos olfativo) com latas cheias de lixo e não descuide da limpeza dos banheiros!

Atendimento

Ponto crítico da relação entre cliente e a casa, o atendimento dos garçons deve ser impecável. Não se trata de transformar a relação em algo mecânico e exato, mas o atendimento deve ser bem estruturado, os garçons devem ficar atentos para não deixar pedidos por muito tempo na fila e nem deixar a comida esfriando na boqueta. Dois pontos diferenciais: os garçons podem ser simpáticos e fazerem brincadeiras, mas devem conhecer melhor o cliente antes desse tipo de relação, além disso, clientes fiéis ficam satisfeitos ao terem suas preferências memorizadas pelo garçom! A equipe de atendimento deve estar preparada para as críticas e nunca, em hipótese alguma, deve alimentar uma discussão com o cliente. Faça treinamentos e ensaios semanais com o setor de atendimento. Pode parecer algo dispensável, mas quando a equipe está bem treinada a felicidade consumidor sem amplia, assim como sua satisfação e valorização do ambiente. 

Pesquisa

Faça pesquisas de opinião, estimule os clientes a cooperarem para a construção de um restaurante mais eficaz e preocupado com a experiência do consumidor. Faça com que sua clientela perceba que as reformulações e melhorias têm a intenção de ampliar a satisfação e conhecer o que é e o que não é valorizado. 

E então, nossas dicas te ajudaram? Você conhece mais alguma dica para ampliar o valor percebido ou quer compartilhar alguma experiência? Deixe o seu comentário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *